thiagocosta.py

Programming, Management etc


  • scrum , openspace , evento

Scrum Gathering Rio e os openspaces

Na última semana aconteceu o primeiro Regional Scrum Gathering aqui no Rio, no hotel Windsor, na praia de Copacabana.

Eu estive lá, mas esse não é um post review completo sobre a programação do evento ou sobre a minha experiência como voluntário pela terceira vez em um evento de Agilidade.

É claro que não posso deixar de destacar a brilhante idéia da organização de encerrar o primeiro dia com o show do Bola Preta, ou o happy hour patrocinado pelo evento que aconteceu num restaurante de frente pra praia onde foram servidos um dos melhores bolinhos de bacalhau que já comi na vida, ou ainda a oportunidade que tive, graças ao trabalho como voluntário, de interagir com a Anjali Joshi da Salesforce.

Tudo isso foi muito legal e certamente serão esses momentos que irão ficar marcados, mas agora eu gostaria de chamar a atenção para os openspaces que rolaram no último dia do evento; na minha
opinião, a melhor parte do evento.

Você sabe o que são e como funcionam os openspaces?

"Os participantes são convidados a gerar a agenda do encontro assim como participar liderando pequenos grupos de discussão durante o período desses encontros. Usualmente existe um facilitador
mas este não é um líder oficial do encontro, que estabelece regras ou normas."

Essa descrição do Wikipedia descreve exatamente o que rolou nesse dia.

Eu confesso que me surpreendi com o nível de engajamento das pessoas. Só pra vocês terem uma idéia, o último dia do evento foi num sábado de sol, céu limpo e temperatura boa, ou seja, um dia típico de Rio de Janeiro e também um dia perfeito pra deixar de lado esse negócio de agilidade e ir curtir uma praia rs.

Com todos esses atrativos, só posso acreditar que quem esteve presente realmente estava muito afim de participar. Isso com certeza fez toda a diferença.

Participei de bate-papos sobre adoção ágil bottom-up, estimativas, DevOps e adaptação do Scrum. Aliás, já publiquei um post sobre o último tema, mas graças a essa troca de idéias que rolou no openspace, fiquei motivado em compartilhar um novo insight que tive sobre o assunto.

Conclusão: participantes x palestrantes

É impressionante como tem gente boa por aí que trabalha na área (trabalha duro por sinal), que vivencia todas as dificuldades do dia-a-dia e que por isso, na minha opinião, podem falar com a mesma propriedade e conhecimento de causa que qualquer outro palestrante mais famoso.

Essa experiência me fez questionar o porque de não termos eventos onde o foco são os openspaces. Por que?

Já tivemos eventos que inovaram como o Agile Trends e suas talks de 18 minutos que trouxeram mais dinamismo e deram mais espaço para a participação do público.

Então que tal agora um evento mais focado em conteúdo gerado pelos participantes, pelos usuários?

Enfim, fica aí a dica! Mais openspaces, mais openspaces!

Thiago Costa

Desenvolvedor apaixonado orientado à melhoria contínua (kaizen), agente de mudanças e praticante de métodos ágeis, morando no Rio de Janeiro.

comments powered by Disqus